Projeto da Igreja Adventista tenta prevenir suicídio

agosto 22, 2018

Segundo a Organização Mundial de Saúde – OMS, 800 mil pessoas cometeram suicídio em 2015. O cálculo mostra que, a cada 40 segundos, um caso ocorre em alguma parte do planeta. A maioria envolve jovens entre 15 e 29 anos, sendo a segunda maior causa de mortes nesta faixa etária. A OMS ressalta, ainda, que 80% desses indivíduos enviam sinais em busca de ajuda.
​E é justamente para oferecer ajuda que surgiu o projeto Quebrando o Silêncio, iniciativa da Igreja Adventista em favor da vida.
Fazendo parte do Projeto, está sendo organizada uma série de ações em diversas cidades da região oeste do Pará, todas com o foco de impactar as pessoas que frequentam os centros comerciais de cada município.
​Em Santarém, sede administrativa da igreja para a região, está sendo preparada uma grande mobilização para o dia 25 de agosto. Na manhã do próximo sábado os santarenos serão impactados com uma passeata e carreata saindo do Bosque da cidade em direção à praça da Matriz. Ao chegar na região central da cidade, revistas alusivas ao tema serão distribuídas nas lojas e na orla da cidade. A programação é aberta a população, que também contará com a participação de psicólogos.


Para a coordenadora sul-americana do Quebrando o Silêncio, Marli Peyerl, é fundamental uma conversa franca nas famílias, na sociedade em geral, para que o problema possa ser enfrentado adequadamente. “É por isso que estamos investindo em revistas, vídeos e outros materiais, além de sugerirmos a realização de fóruns ou debates para que o tema seja discutido com a seriedade que merece”, conclui a líder.

Você pode gostar também

0 comentários

LER TAMBÉM:

Like us on Facebook

Flickr Images

Subscribe