Comando Militar vai reforçar armamento para garantir mais segurança à população do Baixo Amazonas

setembro 05, 2018


A polícia Militar vai ganhar reforço no armamento para as atividades do dia a dia na região oeste do Pará. O anúncio foi feito pelo comandante de Policiamento Regional - CPR I, coronel Héldson Tomaso, à reportagem do site Na Mídia.
De acordo com o comandante, todas as viaturas da PM, terão, além da pistola, hoje comum nas ações, um armamento com maior poder de fogo, típicos de ações táticas: leves, de fácil manuseio e de cômoda utilização, como fuzis, carabinas e submetralhadora ponto 40. O Objetivo é garantir, tanto a segurança da população, quanto das equipes treinadas para o combate ao crime. 


A previsão é que o novo armamento seja entregue ao comando a partir do final deste mês de setembro. “Todas as armas passarão por testes de segurança antes de serem distribuídas para os efetivos”, explicou o coronel.
Durante este mês de setembro, também estão ocorrendo a troca de coletes à prova de balas para os mais de 1.200 policiais que prestam serviço à corporação nesta região.


O coronel reforça que, a arma do policial militar é um equipamento de defesa, de proteção e deve ser usada em situações em que o último recurso seja a aplicação da alternativa letal. 
“Atualmente, realizamos treinamentos de tiros voltados para a proteção do nosso Policial Militar e do cidadão de bem, através do Método Giraldi - Tiro Defensivo na Preservação da Vida e a proposta é colocar este tipo de arma em cada uma das viaturas pertencentes ao CPR I, em todos os 13 municípios da região Oeste, acrescentou.
A troca de armas será extensiva ao Complexo Penitenciário do Cucurunã, no município de Santarém.

Você pode gostar também

0 comentários

LER TAMBÉM:

Like us on Facebook

Flickr Images

Subscribe