Quelônios são apreendidos em embarcação e devolvidos à natureza

outubro 02, 2018



Uma operação da Polícia Militar em parceria com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Óbidos, resultou na apreensão de 11 quelônios e 500 ovos de quelônios, nesta terça-feira, 02, no município de Óbidos, região oeste do Pará. A ação ocorreu após denúncia anônima aprontando que animais silvestres estavam sendo levados do Pará para Manaus, capital do Amazonas, por meio do Ferry Boat Obidense.

De acordo com o comandante de Policiamento Regional –CPR I, coronel Héldson Tomaso, os quelônios e os demais produtos estavam escondidos no meio de uma carga de banana, no porão da embarcação. “A captura, transporte, armazenamento e comercialização desses produtos caracterizam crime ambiental e, portanto, estamos atentos a essas ações criminosas, principalmente nessa época do ano quando ocorre a desova das fêmeas”, adianta o coronel.


A caça de animais silvestres sem autorização legal configura crime ambiental. A Lei de nº 9.605/98 prevê que quem matar, perseguir, caçar, apanhar, utilizar espécies da fauna silvestre, nativos ou em rota migratória, sem a devida permissão, licença ou autorização dos órgãos ambientais, receberá multa no valor R$ 5 mil por unidade de animal pego com o criminoso. Neste caso, o autor do crime não foi identificado pela polícia. Os quelônios foram devolvidos para o rio Amazonas e os ovos foram colocados em uma praia próxima ao município de Óbidos.

O comandante da Polícia Militar de Óbidos, que esteve à frente da Operação, Major Samaroni, afirma que tanto os quelônios, quanto os ovos seriam comercializados como iguarias em um restaurante de Manaus. E que a Polícia Civil já está de posse da identificação dos criminosos para que as providências sejam tomadas. “Nós estamos em alerta e manteremos as fiscalizações na região para impedir que ocorram novos ilícitos”, reforça.


Denúncias de crimes ambientais podem ser feitas pelo fone 181, o Disque-Denúncia, no estado do Pará. 

Você pode gostar também

0 comentários

LER TAMBÉM:

Like us on Facebook

Flickr Images

Subscribe