Tribunal do Juri Popular condena 3 e termina com tumulto no Fórum de Santarém

outubro 01, 2018


A sessão do Tribunal do Júri Popular, que teve inicio na quinta-feira, 28 e se estendeu até o dia seguinte, no Fórum de Santarém, terminou com a condenação de Flavia Cruz da Costa (74 anos e 8 meses de reclusão); Delson dos Santos Rodrigues (79 anos e 4 meses) e; Denivaldo dos Santos Rodrigues (79 anos e 4 meses). Eles eram acusados de incendiar a casa de uma família, no dia 22 de fevereiro de 2015, no bairro Santarenzinho, causando a morte de Raimunda Edileuza Souza da Cunha e dois filhos. Além das mortes, mais duas pessoas ficaram feridas. No processo, apenas o réu Adalberto Rodrigues dos Santos, foi absolvido, já que o júri entendeu que por ser deficiente físico não teria tido condições de ter participado do crime.



Durante a leitura da sentença que condenou os três dos quatro réus, duas jovens, filhas da ré *Flávia Cruz da Costa*, se revoltaram com a decisão e tumultuaram o plenário.
Uma delas, menor de 18 anos, saiu revoltada e bateu a porta de vidro do recinto. O juiz advertiu que o plenário não podia se manifestar, momento em que a outra filha gritou com o juiz, que determinou a prisão imediata das duas, por Desacato à Autoridade.
Após serem contidas por policiais, a menor foi liberada, mas sua irmã Deolange da Costa Nascimento, que proferiu textualmente ao juiz “vai pro inferno!”, foi presa e encaminhada pelo magistrado à autoridade policial para adoção das providências de praxe.

Você pode gostar também

0 comentários

LER TAMBÉM:

Like us on Facebook

Flickr Images

Subscribe