SANTARÉM: Operação da PC combate crimes de tráfico de drogas, lavagem de dinheiro e peculato

novembro 12, 2018


A Polícia Civil prendeu na manhã desta segunda-feira (12), quatro pessoas suspeitas de envolvimento com o tráfico de drogas, lavagem de dinheiro e peculato em Santarém, no oeste do Pará. Um deles é o empresário de ramo ramo de panificação, Fabrício Vieira, ex-assessor do vereador da Câmara Municipal de Santarém, Rogélio Cebulisk , o Gaúcho.

A ação é coordenada pelo Núcleo de Apoio à Investigação (NAI). Policiais civis sob o comando dos delegados Silvio Birro, Rafael Augusto e Kleidson Castro cumprem mandados de busca e apreensão em alguns pontos da cidade. Na Câmara de Vereadores, a equipe do delegado Castro esteve no gabinete de um vereador e também no setor de Recursos Humanos do Poder Legislativo. 

Além dos presos, a polícia apreendeu drogas e documentos. A ação policial é contra os crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico, peculato e lavagem de dinheiro.
Os detalhes desta operação serão apresentados à imprensa em coletiva prevista para esta manhã.

OPERAÇÃO “WASHED BREAD”

A operação “WASHED BREAD” ,originou-se com a demanda contemporânea de combate ao tráfico de drogas e lavagem de dinheiro que tem assolado a sociedade Paraense, mormente a região de Santarém, não se olvidando a inter-relação com investigados nas comarcas de Manaus e Tabatinga, AM. 

Constatou-se a existência de contas bancárias em Tabatinga-AM, que movimentaram mais de R$ 25 milhões em curto espaço de tempo. Tais contas receberam remessas de dinheiro advindas de traficantes condenados no Estado do Pará, bem de indivíduos suspeitos de tráfico, associação para o tráfico e lavagem, bem como de indivíduos com residência em Santarém, PA; sem esquecer-se de mencionar infração penal de peculato.

Deflagrada nesta segunda-feira, 12, os policiais civis estão diligenciando e cumprindo 31 mandados de busca e apreensão e prisão preventiva, expedidos pela douto Juízo da 2 vara criminal da Comarca de Santarém, Dr. Rômulo Nogueira de Brito.

Até o momento foram 6 mandados no Amazonas, 25 mandados no Pará. 
A operação é coordenada pela Inteligência da Polícia Civil-NIP, através da unidade do Baixo Amazonas(NAI-BMA), tendo a investigação sido presidida pelo Delegado Rafael Augusto de Andrade, e contou com a atuação de 55 policiais civis no cumprimento dos mandados de prisão e busca e apreensão, da região e deslocados da capital. Contou ainda com apoio de agentes do SEAI-Secretaria Executiva Adjunta de Inteligência do AM.

Até o momento a operação tem os seguintes resultados quatro flagrantes em andamento, cocaína apreendida, munição , vários bens móveis apreendidos ( veículos)., e oito pessoas presas. Sequestro de bens, incluindo bloqueio de ativos financeiros.

Você pode gostar também

0 comentários

LER TAMBÉM:

Like us on Facebook

Flickr Images

Subscribe