30 mil famílias serão beneficiadas em Alenquer e Monte Alegre

maio 29, 2019


Com novas subestações, as duas cidades agora estão conectadas ao sistema nacional de energia e tiveram suas usinas a diesel desativadas

Nesta quinta-feira, dia 30, a Celpa inaugura duas subestações de energia na região oeste do Pará. As obras conectam Alenquer e Monte Alegre ao Sistema Interligado Nacional. Isso quer dizer que essas duas cidades agora recebem a energia que abastece todo o Brasil e não são mais atendidas por usinas a diesel. De imediato, devem ser beneficiadas mais de 30 mil famílias da região, mas há a possibilidade de atender mais de 230 mil clientes, devido a capacidade das estruturas. O evento de inauguração em Alenquer ocorrerá às 14h30. Em Monte Alegre, ocorrerá às 16h30. 

O compromisso da Celpa com as duas novas subestações é distribuir energia com qualidade, responsabilidade social e ambiental para assegurar o desenvolvimento do Pará. No caso de Alenquer a concessionária eliminará o consumo de quase 10 milhões de litros de óleo diesel por ano e os riscos ambientais associados. No caso de Monte Alegre, cerca de 12 milhões de óleo diesel deixarão de ser consumidos. 

O gerente de hotel, Adilson Sousa, 60 anos, retornou à Alenquer há dois anos e acompanhou todo o processo de construção dos empreendimentos, que, para ele, vai trazer avanços nos mais diversos setores, como o da hotelaria, por exemplo. “Alenquer tem crescido bastante, então nossa expectativa é das melhores possíveis com a conclusão dessa obra, porque junto com a energia vem a internet de qualidade, as TVs digitais, as indústrias e isso tudo gera mais empregos e desenvolvimento”.  

O sistema de comunicação das novas subestações, que juntas somam um investimento de R$ 152 milhões, também é otimizado e ocorre em alta velocidade por meio de fibra ótica, com monitoramento 24 horas direto do Centro de Operações Integradas da Celpa. Outro ponto importante é que além das cidades onde ficam situadas, as estruturas também atenderão as áreas rurais desses municípios. 

O presidente da Celpa, Marcos Almeida, ressalta a importância dessas obras para desenvolver regiões tão estratégicas do Pará. “É um marco histórico para esses municípios que passarão a integrar o sistema nacional de energia, a exemplo do que ocorreu com o Marajó em 2016. Isso com certeza aquece o desenvolvimento dessas regiões que representam a grandiosidade do Pará e contribui para a criação de inúmeras boas oportunidades para a população”, avalia o presidente.  

O PAPEL DAS SUBESTAÇÕES – No setor elétrico brasileiro existem as geradoras e as transmissoras, que é por onde a energia, vinda de diversos cantos do Brasil, passa antes de chegar às distribuidoras. Ou seja, a eletricidade percorre um sistema de transmissão que começa nas usinas até chegar nas subestações. No caso do Pará, a distribuidora é a Celpa e as subestações da concessionária são responsáveis pelo início da distribuição da energia. Elas funcionam como pontos de entrega de energia para os consumidores. Quando essa energia chega nas subestações é feito o aumento ou diminuição de tensão para adequá-la ao consumo dos clientes.

Você pode gostar também

0 comentários

LER TAMBÉM:

Like us on Facebook

Flickr Images

Subscribe