Governo falha no diálogo com Câmara e compromete harmonia entre poderes

maio 29, 2019

O vice-líder do governo na Câmara, vereador Dayan Serique (PPS), cobrou da Prefeitura de Santarém mais diálogo entre os poderes Executivo e Legislativo. Da tribuna da Casa, na sessão desta quarta-feira (29), o parlamentar criticou o governo municipal, que simplesmente ignorou os vereadores na hora de elaborar o cronograma de ações da Operação Verão, iniciada na segunda-feira (27), com serviços de manutenção de ruas e recuperação do anel viário da grande área do Santarenzinho.

Para o vereador Dayan Serique, a falta de diálogo compromete a gestão do prefeito Nélio Aguiar, pois diante dos inúmeros requerimentos que os parlamentares recebem todos os dias, de pedidos feitos por moradores e lideranças comunitárias, cobrando a recuperação de ruas e outros serviços na área de infraestrutura, seria importante que os vereadores também apresentassem suas demandas na hora de a Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminfra) definir o cronograma de trabalho dentro da Operação Verão, que contempla alguns bairros da cidade. “Nós deveríamos também ter sido consultados pela Seminfra para que indicássemos algumas ruas que necessitam de atenção da Prefeitura neste período, pois são muitos os pedidos que chegam em nossos gabinetes todos os dias de moradores cobrando a recuperação das ruas de seus bairros. Infelizmente, nenhum vereador foi convidado pelo secretário Daniel Simões, na hora de elaborar esse cronograma de trabalho. É lamentável que o Poder Legislativo seja ignorado desta forma, pois temos nossa parcela para contribuir com a gestão municipal. Ninguém governa sozinho! Se não houver diálogo entre o governo e Câmara, a harmonia entre os poderes fica comprometida”, disse o vice-líder do governo.

O parlamentar disse ainda que esse distanciamento mantido pela Prefeitura do Poder Legislativo não é sadio para a administração pública. Segundo ele, os vereadores precisam ser consultados sobre determinadas decisões tomadas pelo governo para que ambos os poderes assumam e dividam as responsabilidades pela gestão municipal. Dayan Serique lembrou aos seus pares que nem a base governista é procurada pelo prefeito para um diálogo sobre as ações da Prefeitura. “São seis meses sem reunir com a base governista da Câmara. É preciso dividir responsabilidades para uma gestão transparente”, completou.

Na ocasião, o vereador Valdir Matias Jr. (PV), também criticou o governo por atos isolados que têm comprometido a gestão de Nélio Aguiar, como o caso da contratação das OS para outros setores, além da Saúde. “A Câmara deve ser informada sobre esses atos para que a administração municipal não seja prejudicada e o Poder Legislativo esteja ciente dos serviços que a Prefeitura está realizando”, disse Matias Jr.

Os vereadores Silvio Neto (PTB) e Paulo Gasolina (DEM) também se pronunciaram sobre esse tema. Neto, por exemplo, lamentou que a Câmara seja ignorada pelo atual secretário de Infraestrutura, quando não responde aos requerimentos que são encaminhados à Seminfra, solicitando manutenção em ruas, por exemplo.

Após a sessão desta quarta-feira, os vereadores participaram de uma reunião com o prefeito Nélio Aguiar.


Fonte: Blog Quarto Poder

Você pode gostar também

0 comentários

LER TAMBÉM:

Like us on Facebook

Flickr Images

Subscribe